Home

Digamos que o adorno seja um objeto inanimado.
Um processo que subverta as formas pré estabelecidas e possibilite o inesperado.
Fugindo do convencional, cria-se uma narrativa própria, através da interatividade entre sujeito e objeto, que implode na individualidade e singularidade e que se traduz em personalidade e beleza através da expressão e apropriação da essência do objeto,
que se dá pela troca que cada um de nós realiza…
E é por aí que as coisas se fazem belas!

“Alguma coisa nasce, e não sou eu, nem meu produto,
mas uma ocorrência…”
– Tatsumi Hijikata

1564_10152376510517281_658737840_n13902_3062674263151_1463353087_n395369_10150593242647281_1505747653_n529058_549393568438674_1699806151_n1010285_3255395721067_184892644_n

558947_3062672783114_1590957082_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s